5 de dez de 2010

Como um dia de domingo

Esse foi estilo família: visita ao primo, almoço com todo mundo junto, risada com o dvd de Jessier Quirino, fatos da infância sendo relembrados e muito mais, muito mais. Todos os dias agradeço a Deus a família que eu tenho, pois em todos os momentos, tristes ou felizes (90% das vezes) sei que posso contar com eles. E o que a gente leva nessa vida é tudo isso mesmo: são os laços afetivos, os abraços, as risadas, as recordações, o bom sentimento de estar separado e ao mesmo tempo junto.
Depois do almoço, o vizinho do meu primo escutava o dvd de Augusto César e lembrei que ainda não havia postado músicas dele aqui no blog. Falar em Augusto César é lembrar de uma amiga do meu pai que é fã roxa, azul e amarela de AC (ele é das antigas mas não é Antes de Cristo não). É lembrar também que ali na esquina da Rua Nova com a Dantas Barreto, ao lado da igreja de Santo Antônio, Augusto César vende seus cds, originais, por R$10, com direito a autógrafo e a foto. É séeeerio viu, cantor popular é assim, "Todo artista tem de ir aonde o povo está", já canta Milton Nascimento. Pra quem não conhece/quer matar a saudade/roer nesse fim de domingo, aqui vai algumas músicas:

Escalada

Pra baixar!

"Vou escalar todo o seu corpo
como se escala uma montanha (uaaaau. Eu sou pequena, ele nem vai escalar muito)
e vou depois gritar bem alto
todo o prazer dessa façanha (que gemido que nada, o negócio é gritaaar!)

Seu corpo às vezes estremece
quando eu subo um pouquinho mais (meeeeniiiino, quéquéisso)
mas nada disso me impede
e nem me faz voltar atrás

Eu sinto que já estou chegando ao cume (sim Falcão...)
dessa grande montanha de amor
que nunca fora escalada antes (Like a virgin)
por isso eu me sinto um vencendor

E continuo a longa escalada
buscando em outros braços o prazer (busque não, é melhor)
e sinto que ja está perto a chegada
de conseguir possuir você (possuir? volte 10 casas e perca a vez de jogar)

Vou escalar todo o seu corpo...

Devagarinho e lentamente
eu vou subindo no seu corpo (ui!)
me segurando docemente
na chama ardente desse amor"

Como posso te esquecer


"Como posso te esquecer
Se em tudo eu vejo você
No carro, na rua, no baile, na vitrine eu te vejo"

É muito amor! Agora sim, BOM DOMINGO PRA VOCÊS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário