4 de nov de 2014

Uma noite com Loira Marrenta


Carlinha Alves
 Neste último sábado, dia 01, o blog teve a honra de acompanhar a banda Loira Marrenta em mais um show, em mais um sucesso no palco, em Carpina. É sempre ótimo conhecer um pouco mais aqueles que nos animam na alegria e nos consola na sofrência amorosa, hahaha.
O show foi na boate Boot's House e, pra variar, a casa estava lotada. Assim que chegamos estava Cheila com a banda Swing do Pará. No mesmo dia teve Loira Marrenta (com vocalista Carlinha Alves, guitarrista e compositor Elvis Pires + grande parte da equipe ex-Kitara) e logo após a banda Musa. O frio que estava passou rápido depois de tanto brega bom tocando... O brega esquenta, o brega lota, o brega anima, o brega é vida.

 

A ida na van foi bem divertida. Risadas e histórias pra lá, curiosidade de como a noite e o show ia ser pra cá. Teve adesivo do blog fazendo famosidades, teve simpatia e beleza com as dançarinas marrentinhas, teve brilho, glamour e bregância. No fim das contas deu tudo certo.

Marrentinhas
O público estava afinado no coral dos antigos sucessos, como Louca, das novas sofrências como Porque homem não chora (na voz de Xande Sales, vocalista masculino da banda) e auges musicais da Loira, como A gata fecha. Dentre o repertório teve também músicas de Anitta com um toque brega, que por sinal ficou maaaaaassa!
Xande Sales
Assim como falo pra bandas, cantores, músicos e produtores que conheço, desejo todo o sucesso do mundo à banda. Que Deus abençõe sempre os caminhos e projetos de vocês, afinal, o nosso brega pernambucano ganha bastante com isso.

Beijo grande!
(Elvis e Eder Pires, obrigada pela força de sempre)

3 de nov de 2014

Lia Sophia: sucesso maior que "Ai menina".

Fernando e Lia
Fernando, da dupla Fernando e Sorocaba, trocou de parceiro. Calma! Foi só na noite desse sábado (1), quando ele entrou em cena no Altas Horas ao lado da cantora Lia Sophia, musa da nova cena paraense, que tem seu novo CD lançado pela Som Livre.

No especial dedicado aos temas de novelas, os dois cantaram Você Não Vale Nada, sucesso de Dorgival Dantas que ganhou a boca do povo em Caminho das Índias, na gravação da banda Calcinha Preta. A canção era tema de Norminha, personagem vivido pela também paraense Dira Paes.

Cantora, compositora e musicista (toca banjo, guitarra e violão), Lia começou a cantar nos anos 90. Mas seu primeiro palco não foi nada convencional. Por sugestão de um amigo, ela foi tocar numa casa, sem saber do que se tratava, e só quando começou a ver o movimento das "meninas" foi que descobriu se tratar de um bordel. Acabou fazendo tanto sucesso que atrapalhou o movimento da casa, pois os clientes não saiam das mesas, encantados com sua voz.

Em 2012, o trabalho de Lia Sophia se espalhou pelo Brasil através da novela Amor Eterno Amor, que tinha o carimbó eletrônico Ai Menina como um dos principais hits da trama. De lá para cá, ela já cantou em atrações como Criança Esperança, Encontro com
Participação no programa Altas Horas
Fátima Bernardes
e Programa Sílvio Santos e dividiu o palco com nomes como Leo Magalhães, Banda Calypso, Wesley Safadão e Preta Gil. Por último lançou o clipe da música Quando eu te conheci (o instrumental é um dos meus preferidos, por sinal).

No próximo dia 9 de novembro, ela sobe ao palco do Auditório Ibirapuera, em São Paulo, para mostrar seu som que mistura brega, cumbias, zouk e carimbós, em hits que vão de Quero Você a Amor de Promoção. Ao lado dela, estarão Max de Castro e a conterrânea Fafá de Belém. Vale lembrar que Fafá a primeira artista da MPB a se unir aos novos sertanejos que bombaram no final dos anos 80, ao dividir com Chitãozinho & Xororó a gravação de Nuvem de Lágrimas.