26 de mai de 2012

"Me dê uma surra!"

UMA SURRA DE AMOR!


"Porque você chama de ladrão?
Só porque roubei seu coração
(...)
Pancada de amor não dói (até parece)"


É o Cooooonde


"Sem você, sem vocêeeeee..."



 "Vou pichar seu nome nos muros da cidade" Olha o vandalismo!

24 de mai de 2012

Pernambucano adora uma baixaria!

"Jacaré que dorme vira bolsa". Amei! Melhor que "camarão que dorme a onda leva".



Mai né foda mermo! Pelamor gente, só tô postando porque a baixaria é tanta que morro de rir. Todos sabem que há séculos não posto nada do "nivi". Além disso tá na boca (oê) do povo. E pra variar a música é plágio!

O melhor é o dicionário:
sarrando: usufruindo de corpos alheios, geralmente em muros, cinemas e lugares escuros, sem a real penetração (Conde e João do Morro definem bem); 
cabuetar =  fofocar;
arrombada = mulher rodada que já afroxou (folgou) as "ideias";
embaçar = vetar, proibir;
"douli" = bato;
mainha, painho = mãe, pai

(Depois de tentar me desvencilhar dessa música resolvi escrever aqui - ou tentar - sobre o fato do plágio ter caido mais na boca do povo do que a original. Vamos lá, por ordem de importância!)


1) O poder dos palavrões: "Sai pra lá sua arrombada, vá se fuder" não é algo que você parece ter orgulho de falar? Todo mundo enche a boca nessa parte, tenho certeza. É aquela história de na hora de um tropeção, uma topada, uma queda ninguém vai dizer "ó céus, que descompasso eu tive agora". Não! O que sai é "Caralho, porra, puta que pariu". É o id extravasando sem superego nenhum. "Tô namorando no colégio" é muito menina, pra brega safado só presta o "tava sarrando". 

2) "Mainha, painho, eu amo ele". Amo ele causa cacofonia, vício de linguagem que causa um som estranho, nesse caso lembrando moela.

3) A vocalista é um pouquinho mais desafinada.

Bom, falar sobre a diferença entre as músicas não foi de todo ruim, mas na versão a música de TOP 10 não é a original e sim o plágio mesmo.

"PLÁGIO !!! ISSO NÃO É VERDADE !!! A MÚSICA PAINHO, MAINHA ESTÁ DEVIDAMENTE REGISTRADA E PERTENCE AO PARCEIRO KLÉBER DA COMPANHIA DA LAPADA ! VÍ O REGISTRO ! ACHO QUE VC DEVERIA FAZER UMA ERRATA NO BLOG ! ABRAÇÃO!" (Gutto Liporacci, banda Aphrodite). Valeu pela informação Gutto!

Chuva traz o meu amor..."

"Tenho pena de você" - José Orlando

Tem nada...


"Você foi muito ruim
Me deixou tão triste assim
Sem saber o que fazer"

Mulé mardita!

"Meu coração já tem outra pessoa"

Aprendeu né?

19 de mai de 2012

"Falando pra lua" - banda Batidão

Já tinha ouvido com Calcinha Preta, mas Batidão... É...


Pout-pourri da Tecnoshow

Pra quem nunca viu Gaby Amarantos antes "da fama", olha ela ali. Vozeirão e estilo desde sempre!


"Xarque", uma das minhas preferidas, se não a mais, da carreira antiga de Gaby. O instrumental é muito bom, gente (na versão original se percebe mais).

Tá comendo o que é dos outros?


"Aonde estava você que só agora chegou
Por que não falou nada?
(...)
Enquanto você saiu e me deixou em casa
Chegou um de seus amigos e veio me consolar"


Sente a sequenência "perdeu, playboy".

Cigana.

Eu piro nessas guitarras. Conseguir ficar parada que é difícil.


Dica pras férias de julho.


Olhaí gente, aproveitas as promoções de passagens de avião e se manda pra esse tour que Roberto Villar indica na música. É tudo pertinho...

13 de mai de 2012

O nascer de uma estrela.

Semana passada fui pra um show de um amigo meu, Ayrton Montarroyos. Amigo de família há muuuito tempo (não ele, claro), Ayrtinho como carinhosamente a gente chama desde cedo se interessa por música. O que é melhor, música "de velho". Nasceu no tempo errado como argumenta o filme "Meia noite em Paris". O fato da família também ser da área musical também influencia, mas creio que isso vem de dentro mesmo. Me identifico bastante com isso pois minha família também é musical como já citei algumas vezes aqui. Gosto, educação, caráter não é só genético, é social também.

Bonito é ver que a música aos poucos deixa de ser hobby, deixa de ser diversão ou oba oba de final de semana pra ser algo mais profissional. Nas serestas, nas rodas de amigos Ayrtinho sempre cantava porque gostava, porque divertia e porque sabia das músicas mais antigas possíveis, o que demonstrava um talento muito grande para alguém tão novo. Ensaio daqui, puxão de orelha da tia aculá e presenciei o primeiro show oficial do "menino". Deu nisso...


Show lindo, poético, sonoro. Quem puder presenciar um show dele vai sentir a delícia, a suavidade e a paixão que é. Uma pequena demonstração do quanto as pessoas que estão ao redor dele torcem pro sucesso, pro brilhantismo e pra felicidade desse cantor. Beijo grande, querido!

12 de mai de 2012

Aquela nuvem que passa...

... lá em cima sou eu!


"Como eu queria ser
Esse sol que lhe queima
Essa roupa que cobre o seu corpo
O vento que lhe possui
E essa água que banha você (é muita posse, viu)"

Hoje tem show de Gilliard (e Joanna) no Festival de Seresta aqui em Recife. Segura o cotoveeeelo.

11 de mai de 2012

Mistura do Calypso - Ferida


"É tanta, taaaanta, tanta dor
Mas tudo bem, tudo bem, vou superar essa dor
Que em em meu peito se alojou (é bala!)
Mas saiba bem, saiba meu bem
Que por tudo isso você me ensinou
Que primeiramente eu tenho que me dar valor (muito bem colega)!"

7 de mai de 2012

Quanta finesse!

"Que tontos, que loucos" versão mpb/voz e violão do barzinho da esquina...


Senti uma vibe "não gosto de brega, mas vou tirar onda e gravar um videozinho" mas ficou legal, gostei! Dá pra dançar coladinho na meia luz, hahaha.

6 de mai de 2012


"O que você tem
Que não pode me dar
Eu também
Não posso comprar
Mas vem trocar no calor (huuuum)
Sou o Comerciante do Amor.

O bronzeado deixa a pele linda
Lá no mosqueiro fica mais ainda
A malhação faz do seu corpo belo
Que nem as curvas do violoncelo (que frase linda)
Mas o carinho é o que dá prazer
A gente dá, mas tem que receber (iiih, dá ação pensando na reação...)
Vamos trocar de carinho
Só eu e você
Baby."

Música original

Cd "Treme" de Gaby Amarantos

 Segue o link do 4shared pra baixar o cd! Música pra animar, seja pelo fato de hoje ser domingo, seja pelo fato de ter que ler 50 páginas pra amanhã, hahaha.

1- Xirley: tá tudo aqui nesse post. Depois de "Hoje eu tô solteira" esse é o grande hit de Gaby.

2- Ela tá beba doida: arranjo bem diferente da que todo mundo conhece. Tem mais presença de guitarra e menos de teclado, ficou um pouco mais pop, mas agradou. Uns traços de cumbia ficou show! E falar zeito beda boiba zoi otchimow.

3- Ex mai love: hit da novela, tá na boca do povo. No centro da cidade os carrinhos de cd pirata esqueceram finalmente o Someone like you, amém! Pra ser uma música que representa o tecnobrega pra mídia eu achei o ritmo devagar demais, devia ser mais tecno.

4- Merengue latino:  uma das minhas preferidas. A letra é show, o ritmo perfeito. Raaaaaai! É daquelas de dançar sozinha, leve, solta e agradecer a Deus pela vida! Eu danço um mambo criolo e você?

5- Pimenta com sal: é a de letra caliente, com ritmo mais lento, lembra ritmo africano. Participação de Fernanda Takai.

6- Gemendo: arrasa. Minha preferida juntamente com merengue latino. Essa tem jeito, cara e ritmo do autêntico tecnobrega, mais agitado e muuuito digitalizado. Na verdade é música de videogame, hahaha. E esse poliglotismo? Decorei só pra cantar por aí.

7- Vem me amar: pra cantar no telefone aproveitando os bônus. "Veeeeem me amar..." dançando zouk, amoooor. Música original de Alípio Martins.

8- Galera da laje: autoexplicável. Participação de Maderito, da Gang do Eletro ("é" deles). Tô viciada no instrumental dark na parte "galera da laje é aparelhagem...".

9- Ela tá no ar: haaaaja tecno, embora pareça axé. "Passe logo a comandar". É a música do homem/mulher frouxo, sem iniciativa mas que pos sorte tem aquela amiga que é cheia dos esquemas.

10- Mestiça: aaaaai carimbó meio parecido com coco de roda (rôooooi). Presença linda de Dona Onete nessa música, que é uma cantora tão linda e fofa que você não sabe se dança ou se admira. Melhor mesmo é o jeito menina/macia no tom de voz de Gaby versus a voz maliciosa/jeitosa/moleca de Dona Onete. Belo contraponto!

11- Coração está em pedaços: sempre gostei dessa música de Zezé & Lu, imagine em ritmo tecno? Foi feliz na escolha. É aquele hino fim de festa pra cantar gritando, roendo o coração. Inclusive essa música entrou pro cd depois da particiação dela no especial Som Brasil. O instrumental está bem simplório, poderia ser mais rebuscado assim como as outras músicas. Talvez tenha sido a pressa.

12- Chuva: tem cara de versão de Natasha Bedingfield, Kelly Clarkson, uma dessas cantoras meiguinhas. Música pra pensar na vida, filosófica e pura aula de geografia da 5ª série. "E a gravidade da atmosfera faz pressão que nem panela". O bongô no refrão me mata!

13- Eira: o ritmo parece música de criança, tipo Xuxa, já a letra... meio adulta né! hahaha

14- Faz o T: uma das primeiras músicas de Gaby antes mesmo de ser esse sucesso todo. Guitarra bastante presente e que faz diferença. Faz referência a uma das aparelhagens mais famosas do Pará, a Tupinambá.

Como eu sou maluquinha por música em cada CD, por melhor ou pior que seja, sempre vai ter as minhas preferidas e uma que vira karma, que antipatizo. Nesse vocês perceberam que viciei num monte, mas a que eu antipatizei foi com "Pimenta com sal". A letra é legal e sensual, mas o instrumental não me prendeu.

Beijo Gaby e banda, sou a mais nova afiliada da AVTA (Associação das Viciadas em "Treme" Assumidas).