13 de mai de 2012

O nascer de uma estrela.

Semana passada fui pra um show de um amigo meu, Ayrton Montarroyos. Amigo de família há muuuito tempo (não ele, claro), Ayrtinho como carinhosamente a gente chama desde cedo se interessa por música. O que é melhor, música "de velho". Nasceu no tempo errado como argumenta o filme "Meia noite em Paris". O fato da família também ser da área musical também influencia, mas creio que isso vem de dentro mesmo. Me identifico bastante com isso pois minha família também é musical como já citei algumas vezes aqui. Gosto, educação, caráter não é só genético, é social também.

Bonito é ver que a música aos poucos deixa de ser hobby, deixa de ser diversão ou oba oba de final de semana pra ser algo mais profissional. Nas serestas, nas rodas de amigos Ayrtinho sempre cantava porque gostava, porque divertia e porque sabia das músicas mais antigas possíveis, o que demonstrava um talento muito grande para alguém tão novo. Ensaio daqui, puxão de orelha da tia aculá e presenciei o primeiro show oficial do "menino". Deu nisso...


Show lindo, poético, sonoro. Quem puder presenciar um show dele vai sentir a delícia, a suavidade e a paixão que é. Uma pequena demonstração do quanto as pessoas que estão ao redor dele torcem pro sucesso, pro brilhantismo e pra felicidade desse cantor. Beijo grande, querido!

Um comentário:

  1. Dia 08 de Agosto show de Ayrton Montarroyos no Manhattan!!! Beijo, Luana!!!

    ResponderExcluir