5 de dez de 2010

É plágio ou não é?

Não sei se vocês perceberam, mas no final da minha postagem do "Minha mulher não deixa não" eu comentei que essa música lembrava uma música infantil. Hoje saiu uma matéria no 45graus falando do caso. Pois é, o autor resolveu se pronunciar e eu, além de ler a notícia, "descobri" o twitter dele. Eis os fatos:


O que vocês acham? Perguntei a pessoas próximas que não só gostam, admiram, veneram música como também entendem muita coisa, e elas me disseram que se tiver mais de 4 notas iguais à música original é considerado plágio, ou seja, chamem logo um advogado que lá vem bronca, porque o refrão é cópia lavada mesmo, muda só o ritmo! Já já sai outro plágio "Vou não, canto não, posso não, a justiça deixa não..."
Pra descontrair esse babado todo, e como diz o ditado "uma imagem vale mais do que mil palavras", quem quiser aprender a dança ESSA É A HORA!

Alterei a imagem "oficial" porque no vídeo o cara de chapéu é o mais empolgado EVER. Ele merece essa homenagem, hahahahaha.

2 comentários:

  1. qual loja compra o cd em brasilia????

    ResponderExcluir
  2. O CD? Em qualquer lugar que venda cd pirata, a verdade é essa, rsrs.

    ResponderExcluir