2 de mar de 2011

Morena do Rio Turvo

Coisálindja!



"Na costa do rio turvo
Conheci uma morena
Fui descendo, fui subindo (ui!)
Escrevi-lhe um poema
Quando a balsa fui cruzar
Um olhar me sequestrou

A morena muito linda
Procurando onde estou (que poesia bonita)

Este vale misterioso
Ninguém sabe o que ele tem
O silêncio é quebrado

Quando surge algum trem
Se encontrar um pé de amora
Morena por favor
Não esqueça de olhar
Pois eu lhe deixei uma flor (tô expressionada...)

Morena tu és linda
Não me deixe com essa dor
Se sair deste vale
Leva contigo meu amor"

4 comentários:

  1. Fazia tempo que eu não via esse clip. É bom demais. kkkkkkkkkkkk
    Obrigado por postar esta pérola, por muitos jogada aos porcos. (Com justa razão e merecimento, claro).
    Abraços, CD

    ResponderExcluir
  2. É, não se pode negar os motivos de tal "jogada aos porcos", fato. kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Podíamos fazer uma votação: O que é mais troncho? Ele dançando, ou ele cantando? \o/

    ResponderExcluir
  4. 1º voto: ele dançando... hahahaha

    ResponderExcluir