24 de ago de 2012

A verdade sempre aparece



"(...)
Já sei de cor tudo que você vai me dizer (aquela mesma ladainha)
Que me ama, que não pode viver tão sozinha
Você diz que a culpa é minha (é fácil fazer isso)
Que não dou importância à você (ui!)
 (...)"

Nenhum comentário:

Postar um comentário