11 de ago de 2011

Ribamar José, há quanto tempo!

Há tempos que Ribamar José está na minha lista de futuras postagens (sim, eu sou/tento ser organizada), mas entre uma Edineia Macedo e outra eu acabo atropelando a lista. Rodrigo, que hoje tá inspirado e só dando boas músicas, lembrou de Ribamar José. É nostálgico demais, gente.

Melô do Tchururu. Adoro a guitarrinha, chega aprrepia. Essa eu lembro de uma grande amiga minha, a gente não sabia a letra aí só cantava o refrão... hahahaha. Tchururururururururu



Minhas qualidades



"Tanto amor eu já lhe dei
E você não deu valor
Mas agora eu acordei (ainda bem!)
Arranjei um outro amor
Que não se proteje de mim
E me aceita do jeito que eu sou

Sei que nâo sou nem um santo (eita, já entregou que só faz besteira)
E nem quero ser perfeito
Tenho minhas qualidades
Que superam meus defeitos (uh ruuuuh, amei)
Agora você quer voltar
Mas sou eu que não lhe aceito (tá amiga, perdeu)

Estou apaixonado, todo mundo sabe
E peço pra que você largue do meu pé (vai catar coquinho, colega)
É tanto amor que nesta cidade não cabe
Me deixa por favor amar essa mulher"

Nenhum comentário:

Postar um comentário