16 de out de 2010

Gari do Brega

Como antes eu tinha postado "Doméeeestica", agora é a vez dos homens. A vez agora é de Jairo Costa (pernambucano, uh ruuuuh), o Gari do brega. Pessoal, como eu não achei a letra em canto nenhum, vou colocar o trecho principal ok? Esse negócio de gari me faz lembrar quando eu tinha uns 6, 7 anos, quando perguntei a meu pai "Por que a pessoa escolhe ser gari hein?". Meu pai respondeu "Às vezes não é porque ele quer, mas por necessidade mesmo". "Aaaah taaaah". Geralmente quando a gente pensa em profissionais do tipo, sei lá, pedreiro, gari, faxineira, cabeleireiro, enfim, sempre associamos esses trabalhos como um quase "castigo". Esquecemos porém que tem muita gente que faz tudo isso por amor, por prazer, por realização. É caso desse gari aqui, vejam o trechinho que coloquei...



"...
Não me incomodo se o sol me queima (na alegria e na tristeza)
Ou se a chuva vai me molhar (na saúde e na doença)
Mas quando toca esse brega rasgado
Eu começo a deli-raaar (o que ele gosta mesmo é de brega, não de ser gari?)

Sooou, eu soooou, um gari eu sooou. (kibon)
Eu sou um cara maneiro, eu sou o gari do brega, o gari do amor. (aaah, ele é romântico e simpático. Tem msn? hahaha)"

=***

Nenhum comentário:

Postar um comentário