17 de nov de 2010

Renato e seus Blue Caps

Desde ontem que ouço Renato e seus Blue Caps (e Milton Nascimento) e Thiago (@oraporra) tá no seu momento "quando eu crescer eu quero ser um carteiro", resolvi postar algumas músicas deles. Não se assustem achando que "aaaaaaaaaaaah, mas RESBC não é brega"... Só justificando, lembram da Oficina de Tecnobrega? A "origem" do brega é da mesma época.
Roubando do site, o http://renatoeseusbluecaps.vilabol.uol.com.br/, peguei um trecho da biografia: "O 'embrião' do conjunto Renato e Seus Blue Caps são os três irmãos da família Barros: Renato, Paulo Cezar e Edson (Ed Wilson). No final dos anos 50, influenciados pelo gosto musical da família, e pelo Rock'n Roll de Elvis, Little Richard e Bill Halley, os rapazes começaram a imaginar que poderiam participar de programas de rádio, fazendo mímica das músicas de sucesso, algo que era bastante comum naquela época. Após uma apresentação desastrosa na rádio Mayrink Veiga, no programa 'Hoje é dia de Rock', de Jair de Taumartugo, passaram a se dedicar à música ao vivo. Passavam horas trancados, aperfeiçoando a técnica em seus instrumentos. Paulo Cezar, por exemplo, começou tocando piano com dois dedos, e posteriormente, percebeu que seu negócio era o contra-baixo. Até aí não havia sido formado um conjunto, e haviam adotado o nome de "Bacaninhas do Rock da Piedade", numa alusão ao bairro em que foram criados, no Rio de Janeiro. Logo se juntaram aos irmãos Barros os amigos Euclides (guitarrista) Gélson(baterista) e o saxofonista Roberto Simonal (irmão do cantor Wilson Simonal). Já com o nome de Renato e Seus Blue Caps, inspirado em Gene Vincent, o grupo se apresentou no mesmo programa, tocando e cantando 'Be-bop-a-lula', e obteve o primeiro lugar da semana, e posteriormente, o prêmio de melhor do mês"

Escreva logo, versão de Please Mr. Postman - Beatles


Feche os olhos, versão de All My Loving - Beatles


"
Feche os olhos e sinta um beijinho agora (hummmmm, o negócio é Nova Schin, beijão!)
De alguém que não vive sem você
Que não pensa e nem gosta de outra menina (ou seja, ele tá pegando uma menina, né Denny?)
E tem medo de lhe perder

Todo amor desse mundo, parece querida
Que está dentro do meu coração (nem coração de mãe)
Por favor queridinha, divida comigo
Um pouco da minha paixão (mas amor e paixão de um só não dá pra dois)

Coisa linda, coisa que eu adoro (COISA?)
A gotinha de tudo que eu choro
Coisa linda coisa linda"
Essas e tantas outras são a cara do meu pai e dos meus tios. Dia de domingo, ou dá samba, ou dá iê iê iê. Adoooro!

3 comentários:

  1. Elvis é essencial, Little Richard é demais!!! E Bill Haley não fica atrás! Oh, época boa. Aqui, mamãe ou escuta Adilson Ramos, ou SIR Roberto Carlos, ou Renato e seus Blue Caps, que por sinal detonam. "Escreva logo" é linda e "Feche os olhos" é fofinha!!! :)

    Ótimo Post, Luaaa!!! :)

    ResponderExcluir
  2. Os piadistas de qualidade contestável agradeceriam bastante se pudéssemos chamar RESBC de Renato e seus viagras... (sacou? viagra = pílula azul = blue caps... Arrumei um contrato no Zorra Total depois dessa)

    JURO que eu tava ouvindo "Feche os olhos" hoje no carro antes de ler você! Transmissão de pensamento??

    Minha mãe sempre me chamou de coisa linda... O "linda" eu sabia que era ironia dela, mas o "coisa" eu não tinha reparado que é igualmente zoado... Por isso q eu amo a minha mãe... (na mesma vibe irônica e cacofônica dela)

    Luana sempre prestando serviços...

    ResponderExcluir
  3. Digãaao: pra quem acha que RESBC é brega e não tem boa influência, é só ver a história. Que bom que você gostou! =)

    Amando: tá contratado, kkkkkkkk. Não duvido ter sido transmissão de pensamento não viu, isso acontece direto comigo.

    Beijos "coisas lindas".

    ResponderExcluir